Postado em dez. de 2019

Literatura | Cultura

Por que renunciei ao socialismo

Nobel de Literatura explica como a obra “O ópio dos intelectuais”, de Raymond Aron, impactou sua ideologia política para sempre.


“O ópio dos intelectuais” foi lançado em 1955, pelo filósofo francês Raymond Aron. Um dos leitores da obra foi o Nobel de Literatura Mario Vargas Llosa, que explica como as ideias de Aron marcaram sua trajetória política. Do socialismo à defesa da democracia, Llosa fala sobre sua transformação ideológica, costurando livro e vida no palco do Fronteiras do Pensamento.

Inscreva-se em nosso canal e ative as notificações para ser lembrado dos novos vídeos todas as segundas e quintas-feiras http://bit.ly/FronteirasYouTube

Mario Vargas Llosa é jornalista, dramaturgo, ensaísta e crítico literário peruano, e já atuou como professor em diversas instituições de ensino superior nos Estados Unidos e em países europeus.

Autor do conhecido “Travessuras da menina má”, o escritor conquistou o Prêmio Nobel de Literatura em 2010 e é considerado um dos mais importantes escritores da atualidade.

Todos os vídeos do canal possuem legendas. Para ativar as legendas de qualquer vídeo do YouTube, siga as instruções: vá até o menu do player e clique no ícone da roda dentada (se você estiver em um computador) ou selecione os três pontinhos (se estiver no mobile). Escolha a língua da sua preferência e não esqueça de se inscrever em nosso canal. 

Compartilhe


Mario Vargas Llosa

Mario Vargas Llosa

Escritor

Prêmio Nobel de Literatura. Reconhecido como um dos mais importantes escritores da atualidade.
Ver Bio completa