Conferências on-line estão disponíveis para assinantes

Postado em ago. de 2022

Educação

Conferências on-line estão disponíveis para assinantes

A partir de hoje, os assinantes da Temporada 2022 podem acessar, na plataforma digital, seis das 12 conferências que fazem parte do Fronteiras do Pensamento neste ano.


A partir de 22 de agosto, os assinantes podem assistir, quantas vezes quiserem, seis das 12 conferências da Temporada 2022 - Tecnologias para a vida. As conferências do historiador e escritor Jorge Caldeira, da geneticista Mayana Zatz e do neurocientista Sidarta Ribeiro já estavam disponíveis desde 08 de agosto. E, hoje, estão liberadas as da psicanalista Maria Homem, da especialista em inteligência artificial e futurismo Marta Gabriel e do escritor e pesquisador Rodrigo Petrônio. Se você ainda não garantiu o seu pacote de ingressos, acesse o site

Conheça um pouco mais sobre os conferencistas e o que esperar das suas conferências preparadas especialmente para o Fronteiras do Pensamento 2022. 

O tema O futuro da Medicina e dilemas éticos será explorado por Mayana Zatz. Geneticista reconhecida internacionalmente por suas pesquisas com células-tronco, foi agraciada com o Prêmio L’Oréal-UNESCO para mulheres em ciência. É coordenadora-geral do Genoma USP, maior centro de estudos de doenças genéticas da América Latina. Mayana vai falar sobre a importância da pesquisa básica para a medicina do futuro. Ela parte sua argumentação lembrando das revoluções das últimas décadas e como elas vão revolucionar a medicina. Explora a medicina de precisão; a identificação e edição de genes patogênicos e variantes genéticas; a medicina degenerativa; a terapia gênica e os dilemas éticos que surgem a partir dessas revoluções. 

Jorge Caldeira traz o tema Brasil: Paraíso restaurável. Especialista em História do Brasil e imortal da Academia Brasileira de Letras, Jorge Caldeira é conhecido por resgatar em suas obras personagens esquecidos da nossa história. E, também, por apresentar a era colonial de forma inovadora, com uma visão diferente da oficial. Sua visão atual e que apresenta durante sua conferência, contempla uma mudança global que vai favorecer o Brasil, que está prestes a sofrer uma mudança positiva. Visão, afirma, estranha à maioria dos brasileiros que vivem um pessimismo e descrença generalizada em Brasil. Mas Jorge defende razões que determinam que o País pode ser olhado com otimismo. Porém, argumenta que para que isso se torne realidade, é preciso que o País rompa determinadas fronteiras. 

Sidarta Riberiro parte do tema Sonhos: da Ancestralidade e ao Futuro para explorar durante sua conferência. Neurocientista, autor do best-seller O oráculo da noite: a história e a ciência do sono. Professor e pesquisador da UFRN, dirige o laboratório Sono, Sonhos e Memória, do Instituto do Cérebro. É um dos maiores especialistas do País em substâncias psicoativas. O conferencista parte da constatação que nunca tivemos tanta capacidade de transformar positivamente o planeta. Mas a sensação atual é de uma enorme desesperançara. De onde sai esse paradoxo? Sidarta acredita que isso é resultado do abandono de práticas ancestrais ligado ao autocuidado e ao cuidado com as outras pessoas. 

A psicanalista Maria Homem desdobra, em sua conferência, o tema Tecnologia e subjetividade. Como os efeitos do nosso universo contemporâneo tão tecnológico mediado por técnicas de alta quantidade de informação, de processamento, de transmissão de dados, de conteúdos mentais, que efeitos isso tem sobre nós? Sobre a mente, o comportamento? Como estamos funcionando sobre e sob essa rede? É dessa discussão que a psicanalista clínica e uma das intelectuais públicas mais influentes do País parte sua conferência. Maria é autora de Coisa de menina? e Lupa da alma. Mestre em psicanálise e estética, aborda questões contemporâneas de gênero, sexualidade, vida digital e diversidade.

Martha Gabriel é uma das pensadoras digitais mais influentes do Brasil, referência em negócios, tendências e inovação. Futurista formada pelo Institute For The Future, nos Estados Unidos, é professora de inteligência artificial na PUC-SP. Em sua conferência, parte do tema Tecnologias para a vida: do zero ao metaverso. A conferencista parte do conceito da tecnologia - o acúmulo do nosso conhecimento para modificar a vida humano e nos ajuda a manipular o meio-ambiente - para discutir os impactos no nosso dia a dia.  

Rodrigo Petronio  parte do título A tecnologia e as revoluções da vida e começa refletindo sobre os conceitos de tecnologia, vida e revolução. Rodrigo é um escritor premiado com a obra Venho de um país selvagem, é pesquisador de tecnologias da inteligência e design digital, na PUC-SP, e escreve para o Valor Econômico e O Estado de S.Paulo.

Compartilhe